REFLITA NESTA PALAVRAS CARO VISITANTE

Embora o argumento não crie convicção, a falta dele destrói a fé. O Que parece ser provado pode não ser abraçado; mas o que ninguém mostra a habilidade de defender é prontamente abandonado. Argumento racional não cria crença, mas ele mantém um ambiente em que a fé possa florescer. (Austin Farrer em C. S. Lewis.)

EU SOU BOM PASTOR E CONHEÇO VOSSO DINHEIRO.QUÉM ME SEGUIR NUNCA ANDARÁS RICOS, MAIS POBRE E LASCADO

EU SOU BOM PASTOR E CONHEÇO VOSSO DINHEIRO.QUÉM ME SEGUIR NUNCA ANDARÁS RICOS, MAIS POBRE E LASCADO
VINDE AMIM QUE VOSSOS PECADO ESTÃO PERDUADO PELO VOSSO DINHEIRO E APRENDEI DE MIM QUE SOU RICO E VOCÊ CADA VEZ MAIS POBRE HÁ HÁ HÁ.

PEQUENAS IGREJAS E GRANDES & GRANDES NEGOCIOS.

PEQUENAS IGREJAS E GRANDES & GRANDES NEGOCIOS.
COM O BISPO PEDI-MÁIS-CEDO

ULTILIZAM A SANTA BIBLIA COMO MAQUINA DE FAZER DINHEIRO

ULTILIZAM A SANTA BIBLIA COMO MAQUINA DE FAZER DINHEIRO
A PARTIR DE SUAS PREGAÇÕES QUE CONSISTE EM FILÓSOFIA DOS HOMENS MESCLADO COM ESCRITURAS.

VERDADES SOBRE A TRINDADE. (PAI FILHO & ESPIRITO SANTOS)

O Senhor uma vez disse a Jó: Quem é este que escurece o conhecimento com palavras sem conhecimento? (Jó 38:2). O Senhores pastores. realmente faz um bom trabalho em cumprir as palavras do Senhor a Jó. Notamos que teologos que se preza. fez tentativa nenhuma para explicar o que diz Atos 7:55-56, quando Estevão viu ambos, ou seja, o Pai e o Filho. Como Estevão podia ter visto duas personagens e ainda Cristo sobre uma? É uma resposta simples: Cristo ensinou que haviam duas personagens, que Ele era separado do pai. Em João 8:17-18, Cristo falou com os judeus, os quais acusaram-no de ser impostor porque Ele foi o único que prestou testemunho de si mesmo. Havia uma regra na lei judaica que o testemunho de dois ou mais era verdadeiro. Cristo replicou: ...na vossa lei também está escrito que o testemunho de dois homens é verdadeiro. Eu sou o que testifica de mim mesmo, e de mim também testifica o Pai que Me enviou. Aqui Cristo comparou Ele e Seu Pai a dois homens. Agora, se Eles não fossem duas pessoas, por que Cristo o compararia a seu Pai? São um, mas em João 17:20-21 Ele explica o que queria dizer, quando estava orando ao Pai: Para que todos sejam um (referindo-se aos discípulos) como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti: que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que me enviaste. Nós lhe desafiamos a interpretar esta escritura literalmente também: Aqui Cristo orou para que seus discípulos fossem um “como ele e seu Pai são um”. Eles são um, mas um em propósito e unidade. Quando Pedro prestou testemunho de que Cristo era o Filho de Deus, em Mat. 16:15-19, foi Cristo quem disse: Abençoado és tu, Simão Barjonas, porque não foi a carne nem sangue que tu revelou, mas meu Pai que está nos céus. Nesta época, Cristo tinha um corpo de carne e sangue, mas disse a Pedro que a carne e o sangue não havia prestado testemunho, e sim seu Pai Celestial. Em resposta a João 14:5-9,











Cristo explicou que Ele e seu Pai eram separados, no versículo 12, quando declarou: Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as coisas que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para meu Pai. Por que Ele iria para seu Pai se Ele fosse o Pai? Este ensinamento é abominável. Não teria sentido para Cristo pedir que a “taça amarga” fosse removida, se Ele fosse o Pai. Que escárnio teria sido em Getsêmani orar a si mesmo, sendo o Pai. Depois da ressurreição, disse Ele para Maria Madalena não lhe tocar, porque ainda não subi ao meu Pai, (João 20:17). O credo que deu nascimento a essa doutrina, foi criado por um grupo de homens não inspirados no terceiro século, e que se reuniram em Nicéia por mandamento do Rei Constantino, um ado0rador pagão. Este credo, resultou no aparecimento da doutrina pregada por um santo canonizado do Catolicismo Romano, São Atanásio, o qual é considerado inspirado pelos promotores em geral. Gostaríamos de colocar este credo diante do Tribunal esta tarde, . Sabiam que a Bíblia se referiu a Cristo como o “Pai Eterno” e o “Deus Forte”? Isaías 9:6 diz: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o principado está sobe seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Agora, Cristo é Deus Forte? Col. 1:16-17 nos diz: Porque nele (Cristo) foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, seja tronos, sejam potestades, tudo foi criado por ele e para ele. Assim Ele é o Pai Eterno desta terra e um Deus Forte, por que Ele foi seu criador. Deus estava com Cristo na criação: ...façamos o homem à nossa imagem. (Gênesis 1:26-27). Isto também é mostrado em Efésios 3:9: E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve em Deus, que tudo criou. Agora, o que as três testemunhas tinham em mente quando disseram que o Pai, o Filho e o Espírito Santo eram um, foi à mesma coisa que Cristo tinha em mente em João 17:20-21, ou seja, um em propósito. Cristo foi o caminho, a verdade e a vida, e ele aprendeu todas as coisas de seu Pai. Nós agora apresentamos uma cópia do Credo Atanasiano, aceito pela maioria dos promotores, para provar e produzir evidência das Escrituras Sagradas, de que muitas coisas claras e preciosas da divindade de Nosso Senhor foram destruídas, e que o credo tira da Divindade a sua verdadeira identidade: “Adoramos um Deus em Trindade, a Trindade em Unidade, não confundindo as pessoas nem dividindo a substância, porque há uma pessoa do Pai, outra do Filho e outra do Espírito Santo; porém a Divindade do Pai, do Filho e do Espírito Santo toda é uma, igual é a glória, co-eterna a majestade. Tal como o Pai, é o Filho e é o Espírito Santo. O Pai Eterno, o Filho Eterno e o Espírito santo Eterno, como também não há três não criados e não há três incompreensíveis, mas um que não foi criado e um incompreensível. Da mesma forma, o Pai é Todo-Poderoso, o Filho é Todo-Poderoso, e o Espírito Santo é Todo-Poderoso. Assim o Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus. Não obstante, não há três deuses, mas um Deus”. Cavalheiros, nós nos sentiríamos seguros ao desafiar as maiores mentes deste mundo para explicar essa aglomeração de palavras. Ela começa dizendo que a igreja adora o Deus em Trindade mas não divide a substância. Depois no próximo versículo, notamos três substâncias no pai, no Filho e no Espírito Santo, e perto do fim do credo eles colocam nossas mentes a descansar outra vez, dizendo que eles não são divididos. Assim, vemos que se essa igreja nos ensina qualquer coisa, é que Cristo, ou o Pai, e o Espírito Santo são todos incompreensíveis. O dicionário define “incompreensível” como “aquilo que não pode ser compreendido”. Agora, vendo a explicação do Credo sobre a Divindade, não foi dito nada que não seja hoje em dia. Tudo é incompreensível. Vamos colocar o










Credo à frente das Escrituras e avaliá-lo. Colocaremos esses Credos diante das Escrituras. Permita-nos lembrar aos Evangelicos e pastores, que por eles Deus é incompreensível. Agora vamos ler II Pedro 1:2 e colocar o Credos em Julgamento. Nessa escritura, um servo e Apóstolo de Jesus Cristo, nos primeiros versículos, transmite aos santos de Deus, justiça






PELO CONHECIMENTO DE DEUS, E DE JESUS, NOSSO SENHOR






. Podemos verificar num livro de antônimos, que o oposto da palavra “incompreensível” é “conhecimento”. Passando para o versículo 3, lemos: “Visto que o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou por sua glória e virtude”. Continue lendo e verá o que explica! Que uma pessoa deve ter fé, virtude, conhecimento, temperança, paciência, piedade, amor fraternal. Agora, se nós temos essas qualidades na igreja que representamos, o versículo 8 nos dá uma bela promessa: Porque se em vós houver a abundarem essas coisas, como vemos nos versículos 5 a 7,






NÃO VOS DEIXARÃO OCIOSOS E NEM ESTÉREIS NO CONHECIMENTO DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO














. Se estas coisas estão em nós, nós abundamos em conhecimento. Se estas qualidades não estão em nós, então teremos um Credo como o que nos foi apresentado aqui, e que o versículo 9 nos descreve como sendo “cego, nada vendo ao longe”. João 17:3, nos diz que a vida eterna é esta: Que te conheçam a ti só, por único deus verdadeiro, e a Jesus Cristo a quem enviaste. Porém, o Credo nos diz que não podemos conhecê-los, porque são incompreensíveis. Agora, de acordo com o que nós sabemos, qualquer doutrina que não está em harmonia com as Escrituras, é falsa. Portanto, nós acabamos de provar que os membros da igreja de Jesus Cristo abundavam neste conhecimento, e que os católicos e protestantes estão numa situação crítica, em que podemos ver ser falsa sua afirmação de que doutrina é verdadeira.






Por Afonso Celso da Cruz






22.04.2009

JESUS DISSE VENDE TUDO QUE TEM E SIGA-ME

JESUS DISSE VENDE TUDO QUE TEM E SIGA-ME
NÃO ESQUEÇA DE VOCÊ SEGUIR MEU BLOG OK.

Postagens populares

Marcadores

Follow by Email